0 produtos   –   0,00 €

Carrinho de Compras ×

Não existem produtos no carrinho


O verão está aí. E agora...o que fotografar?

Escrito em 22 de Jun. de 2018


O verão chegou, embora assombrado pelo mau tempo que se faz sentir em algumas regiões. O verão é para muitos sinónimo de praia, mas para muitos outros, também significa uma paragem na fotografia e esperar por luz mais suave. De facto, no verão, com a ausência de chuva, a qualidade do ar é menor, e, por isso, temos de escolher muito bem as alturas em que vamos fotografar para que isso não seja um ponto negativo no resultado final.


Mas então, quando fotografar?


No caso de não termos a sorte de ver o céu com nuvens, teremos de optar por momentos em que a luz seja mais favorável, ou seja, quando a luz não é tão dura e isso acontece para mal do nosso corpinho e das nossas relações familiares, ao nascer do sol e ao por do sol :) Se não sofrerem de nenhum efeito secundário por fotografarem nestas alturas, então o problema já está meio resolvido!


E o que fotografar? Sem nuvens?!


Sem nuvens, a dificuldade é acrescida, sem dúvida, mas é na adversidade que por vezes se têm as melhores ideias. Sair e tentar fazer algo, aproveitando aquilo que temos à disposição é um excelente exercício, obrigando-nos a planear as saídas de forma mais rigorosa e a tentar aproveitar os locais de outros modos. Aproveitar a luz do crepúsculo matutino é uma excelente ideia, e se não houver vento, podemos recorrer a um simples reflexo para criar registos bastante criativos e com impacto.



Nascer do Sol - Foto de Hugo Só - Formador Photonatour
Nascer do Sol - Foto de Hugo Só - Formador Photonatour

A ausência de nuvens obriga-nos ainda a olhar para pormenores que provavelmente ignoraríamos, ou a utilizar técnicas diferentes e a jogar com isso de forma a obter registos diferentes do habitual.

Final de dia - Focus Stacking - Foto de Hugo Augusto - Formador Photonatour

Jogar com a luz pode ser igualmente determinante para um dia sem nuvens.

Aproveitar a luz do final do dia e tentar trabalhar com as formas que temos à nossa frente pode dar frutos.

Final do dia - Foto de Hugo Augusto - Formador Photonatour

Optar por outro tipo de cenários e procurar, mais uma vez, trabalhar com a luz matinal, pode também dar resultados interessantes.

Florestas com alguma densidade e manhãs em que esteja prevista alguma humidade permite-nos obter registos interessantes onde a luz e as formas são novamente, o foco de interesse.

Para este tipo de fotografia, é essencial estar atento à meteorologia de forma a planear tudo com antecedência.

Se for amante da natureza e possuir alguma paciência, pode também optar pela fotografia macro tirando partido da letargia matinal dos insetos para conseguir registos fantásticos.

Libelloides longicornis - Foto de Tânia Araújo - Formadora Photonatour

Se não é pessoa para estar muito no meio do campo, pode sempre optar por ambientes citadinos.

Tirar proveito dos reflexos, da arquitetura, do jogo de sombras e até da própria vida nas ruas será sem dúvida um excelente exercício de verão.

Neste tipo de fotografia, estar atento a tudo o que nos rodeia é a chave para conseguirmos registos fantásticos.

Foto de Hugo Santos - Formador PhotonatourFoto de Hugo Santos - Formador Photonatour

Se ainda assim, nenhuma destas ideias for suficientemente atrativa e não tiver medo do escuro, temos sempre as estrelas.
Nesta altura do ano, propícia à Astrofotografia, podemos procurar locais onde a poluição luminosa seja quase inexistente ou mesmo inexistente, para que seja possível obtermos bons resultados.

Como seria de esperar, recomendamos o Dark Sky Alqueva que cobre uma área de 10.000 quilómetros quadrados em redor do grande Lago Alqueva, incluindo as áreas dos conselhos portugueses e espanhóis.
Sem dúvida um belíssimo local para levarmos o nosso equipamento ao limite.
Tripé, lente grande angular ou ultra grande angular com aberturas grandes (f/4 ou inferior) e ISO elevado já nos permitem resultados muito interessantes.

Foto de Paulo Benjamim - Formador Photonatour

Foto de Paulo Benjamim - Formador Photonatour

Independentemente do tipo de fotografia, o que importa é que não deve ver o verão como período para arrumar a máquina fotográfica, mas sim como um período para se atirar de cabeça para novas experiências e puxar pela criatividade. É isto que nos faz a todos melhores fotógrafos!


Bom Verão e boas fotografias amigos!

Autor: Hugo Augusto (hugoaugusto@photonatour.com)